Seguidores

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Barcelona... O Que Esperar do (Ex) Melhor Time do Mundo?

O time que encantou a todos com sua maneira inovadora e revolucionária de jogar futebol parece ter chegado ao seu limite. Há mais ou menos um ano atrás, Pep Guardiola, alegando cansaço e stress, anunciava que não renovaria seu contrato e que assim, não seria mais o treinador do time A do Barcelona. Feito isto, a diretoria catalã, escolheu seu assistente, Tito Vilanova, para dar a tão famosa "continuidade" no projeto que foi tão vitorioso. Ela, a diretoria, pretendia assim, estender o sucesso que se apresentava. O pensamento era lógico, os mesmos jogadores e um técnico que já estava por dentro da filosofia. Tem tudo para dar certo! Passado-se quase meia temporada e o que se vê hoje não é bem isso. Assistindo aos jogos do Barça hoje, se nota alguns elementos em que nunca se fizeram presentes antes. Percebe-se uma falta de profundidade e movimentação tremenda, algo que nunca antes havia acontecido. Há também uma dependência muito evidente sobre a figura de Lionel Messi. Algo que às vezes, já acontecia, mas naturalmente. O time trabalhava a bola, esperava, e no momento certo, a bola acabava com a "Pulga", não porque o time o procurava, mas sim porque ele sempre estava no momento e lugar certo. Falhas defensivas estão se tornando corriqueiras no time catalão. É bem verdade que a zaga nunca foi o forte do time, mas isso quase sempre nunca era notado pois a bola sempre estava com o time na frente ou porque ela era sempre recuperada no campo ofensivo, sem sequer precisar postar a defesa. No campo comportamental existem também novidades. Jogadores discutindo uns com os outros em pleno campo, reclamações exageradas e até infundadas com os juízes. Escolha por jogadas individuais em troca das coletivas, que foram o segredo da época áurea. Tudo isso nunca fez parte do comportamento do Barcelona. Evidencia aí um nervosismo por conta da atuação. Essa má fase contrasta com a situação na tabela do campeonato nacional. O time igualou a marca de melhor começo da história. 6 jogos, 6 vitórias. Se explica isso de uma forma bem simples. Mais vale um Barcelona todo desorientado do que todos os outros na sua melhor fase. Cabe uma observação para os jogos contra o Granada e Sevilla. O primeiro, em pleno Camp Nou, fez o Barcelona sofrer para conseguir dois gols nos acréscimos. E o segundo, foi derrotado com uma arbitragem no mínimo discutível. Na Champions, uma vitória igualmente sofrida e conseguida somente graças aos pés (e cabeça) de Messi. A próxima rodada reserva um Benfica, em sua casa. Jogo que pode ser desastroso para o time catalão. O jogo contra o Real no próximo domingo servirá como um teste fatal para o time de Vilanova. Esse é o único adversário local que pode lhe bater em casa e assim evidenciar ao mundo essa fase que passa despercebida por conta da enganosa classificação. Como tudo na vida, a era de ouro do Barcelona parece ter também se acabado. Resta apenas saber quanto tempo todos demorarão para perceber e aceitar isso.

Um comentário:

  1. Huuuuuuummmmmmmmm...... ;D
    HUSAUHS ;D


    Goti

    ResponderExcluir